ROI: O Que É e Como Calcular o Retorno Sobre Investimento?

Marketing

Se você gosta do marketing, mas não curte muito os conceitos das finanças, é possível que sinta um pouco de receio quando ouvir alguém falar de cálculo ROI (retorno sobre investimento), mas não há motivos para se preocupar. 

Vamos explicar aqui qual o significado da sigla ROI e como é que se calcula.

 

ROI: Significado

O primeiro que devemos entender é o que significa essa sigla. 

ROI é um acrônimo da frase em inglês Return On Investment, que se traduz literalmente como Retorno Sobre Investimento. Há também quem prefere o nome Taxa de Lucro ou Taxa de Retorno (do inglês Rate Of Return ou ROR).

Se trata de uma fórmula que as organizações utilizam para calcular o ganho ou a perda de dinheiro produzida como consequência de um investimento específico.

No mundo do marketing digital a fórmula é muito utilizada para medir os resultados monetários dos investimentos em campanhas de Google Ads, por exemplo, ou no Facebook Ads.

 

As Três Formulações do ROI

Existem três maneiras de aplicar o ROI:

  • Retorno Efetivo: mede os ganhos ou perdas produto de um investimento depois dele ter acontecido. É um balance, uma análise posterior e realista.
  • Retorno Exigido: determina o valor do investimento. É o retorno mínimo esperado, o que justifica o investimento em si.
  • Retorno Previsto: é a expectativa do retorno de um investimento.

O ROI, então, não é uma fórmula para descobrir se o seu investimento gerou perdas ou lucros. 

É um cálculo para saber quanto é que você ganhou ou perdeu com esse investimento

Por isso as previsões e as incertezas são incluídas no cálculo, pois fazem parte dos riscos do investimento.

Dá para entender? Agora, como é que se calcula?

 

Como Calcular o Retorno Sobre Investimento?

como-calcular-o-retorno-sobre-investimento

Há uma fórmula universalmente aceita, mas apresenta certas variações. 

Mesmo assim, o cálculo ROI mais utilizado no mundo do marketing é o seguinte:

Ganhos obtidos – Custo do investimento / Custo do investimento

Isto é: a receita gerada pelo investimento menos o custo inicial do investimento, dividido pelo custo do investimento.

Vamos ver um exemplo. Você investiu R$ 1.000 e ganhou R$ 3.000. O resultado será, então, R$ 2.000. 

Agora divida esse número pelo investimento inicial (R$ 1.000). O resultado é 2. 

O que é que isso quer dizer? Que por cada R$ 1.000 investidos, o retorno será de R$ 2.000.

Como o ROI é apresentado, geralmente, como porcentagens, devemos multiplicar por 100 o número que tivemos como resultado. 

No exemplo anterior o resultado tinha sido 2. Portanto, a taxa de torno do nosso investimento será de 200%.

Nossa! 200% é muito bom, né? 

Sim, mas não se engane. O ROI não inclui o fator tempo no seu cálculo. Portanto, se essa taxa de lucro foi obtida no prazo de três dias, poderíamos dizer que o retorno foi alto; mas se um investimento de R$ 1.000 demorou três anos para gerar $2.00, o investimento em si não parece tão bom assim, né?

Então, o que fazer com o fator tempo?

 

Os Prazos no ROI

Para incluir o fator tempo no cálculo do ROI existe uma outra fórmula: o Prazo de Retorno de Investimento (PRI), chamado de Payback em inglês.

Este indicador mede o prazo necessário para que o valor total do investimento inicial seja recuperado. 

Calcula-se com a soma dos valores dos rendimentos acumulados ao longo do tempo até o volume atingir o número do investimento inicial.

O cálculo do PRI apresenta a seguinte forma:

Investimento Total / Lucro Líquido

Bora ver um exemplo? Olha só:

Você tem uma fábrica de pranchas de surf. O seu investimento em 2020 foi de R$ 350.000 e esse ano o seu lucro foi de R$ 530.000. O cálculo do PRI será, então:

530.000 / 350.000 = 1,51

O que é que isto quer dizer? Que o valor total investido será recuperado no prazo de um ano e cinco meses. 

Para que serve saber isso? Para avaliar se um investimento é rentável ou não, dependendo do prazo de recuperação do investimento inicial.

Bom. Já sabemos o que é o ROI, sabemos calcular ele e também incluir o fator tempo na sua formulação. 

Agora é o momento da pergunta mais importante:

 

Para Que É Que Serve o ROI?

Imagine que você fez uma campanha de links patrocinados no Facebook e no Instagram e quer saber qual das duas plataformas é que te oferece um retorno maior. 

Aplicando o cálculo ROI é possível identificar em qual dessas duas redes sociais o seu produto, serviço ou marca tem um desempenho melhor.

Conhecendo o retorno do seu investimento, você consegue tomar decisões para melhorar o desempenho das suas ações de marketing

Com os dados dos seus retornos sobre investimento você consegue modificar elementos das suas campanhas (o público-alvo, as imagens, o copy), incrementar o investimento em uma plataforma onde você está tendo um bom retorno ou detê-la, caso você veja que ela está tendo um desempenho ruim.

Por isso é importante destacar que o ROI não é um acontecimento estático, uma fotografia imóvil. 

O ROI é uma prática que deve ser aplicada com regularidade. As variações que propomos (modificar elementos de uma campanha publicitária) devem ser feitas devagar e uma por uma, para melhor entendermos o que é que está prejudicando ou beneficiando às nossas ações de marketing.

 

O ROI É Uma Ferramenta, Não Uma Solução

Mesmo considerando as vantagens do ROI, saiba que ele não é uma solução mágica. Há elementos que o ROI não consegue medir, como prazos ou fatores externos. 

Por essa razão é recomendável combinar o cálculo ROI com outras estratégias de medição de resultados, escolhendo os KPIs (Key Performance Indicators) adequados.

 

Dicas Para Melhorar o ROI

dicas-para-melhorar-o-roi

Se você analisar o seu ROI e descobrir que ele poderia ser mais alto, é momento de pensar em estratégias para melhorar a sua taxa de lucros

Veja a seguir algumas dicas:

Então, entendeu o que é ROI? Aprendeu como calculá-lo? Você já tinha formulado o ROI no seu negócio? 

Conte para nós as suas experiências! O seu ponto de vista pode ser de grande ajuda para outros profissionais. Deixe a sua opinião nos comentários.